Apple paga mais de US$ 100 mil para pesquisador que hackeou webcam de MacBook

Apple paga mais de US$ 100 mil para pesquisador que hackeou webcam de MacBook

A Apple pagou US$ 100,5 mil (ou R$ 540 mil reais) para Ryan Pickren, um pesquisador de segurança cibernética que apresentou, no ano passado, como conseguiu hackear a webcam do MacBook.
Pickren foi premiado no programa de recompensas de bugs da empresa norte-americana e também mostrou como é possível deixar os dispositivos totalmente abertos a hackers.
Segundo o pesquisador, a nova vulnerabilidade da webcam diz respeito a uma série de problemas com o Safari e o iCloud – que a Apple corrigiu agora no início de 2022. Antes das correções, um agente malicioso poderia lançar ataques usando essas falhas.

Voltar para o blog

Deixe um comentário