Carreira: 7 dicas para ser influente no trabalho

Carreira: 7 dicas para ser influente no trabalho

Sem dúvidas, saber como gerenciar a sua carreira é a chave para o sucesso, e isso vai muito além de gerir uma empresa ou saber lidar com conflitos, projetos, líderes e colaboradores. Para se tornar influente, é preciso fazer com que as pessoas valorizem a sua opinião e os seus feedbacks e, acima de tudo, te enxerguem como uma referência, por mais que você (ainda) não esteja em uma posição de autoridade.

Acima de tudo, é preciso destacar que, sem confiança, não há influência, e o primeiro passo para influenciar terceiros é fazer muito bem o seu trabalho.

Confira a seguir, no blog da Hman, algumas dicas de carreira que você pode aplicar desde já para transformar a sua imagem corporativa e impactar positivamente as pessoas ao seu redor.

1. Alinhe seus objetivos com os da empresa

Ser um bom influenciador é, sobretudo, orientar as pessoas e a melhor forma de fazer isso é compreender a fundo os objetivos da empresa e as razões por trás deles.

Se você não sabe ao certo a missão da organização em que trabalha ou gerencia, mãos à obra! Comece a pesquisar, estudar e conversar com outros profissionais que estão envolvidos para entender qual a perspectiva da liderança. Assim, fica muito mais fácil ter certeza de que todas as decisões tomadas apontam para a direção certa.

2. Pratique a escuta ativa

Ao contrário do que muita gente pensa, liderar não é monopolizar a conversa ou falar mais alto do que os outros. Além de saber falar e argumentar, é preciso saber ouvir, afinal, isso faz com que as pessoas confiem em você e, então, compartilhem suas preocupações e ideias.

Para isso, a prática da escuta ativa é essencial, e envolve, sobretudo:

A manutenção do contato visual;

A realização de perguntas pertinentes para esclarecimentos;

A não interrupção dos raciocínios;

Os sinais não-verbais.

3. Crie conexões profundas

Um bom influenciador é uma pessoa que sabe criar conexões e age com a cordialidade necessária para estabelecer uma comunicação próxima e confiável, facilitando assim o compartilhamento e a absorção de ideias.

Tudo começa com a simpatia, afinal, as chances de conquistar uma liderança eficaz e apreciada sem estabelecer laços com os demais profissionais são mínimas.

Essa proximidade não precisa (e nem deve) ser falsa ou forçada, basta agir com naturalidade, estar com os ouvidos atentos, sorrir ao receber boas notícias e valorizar as dores e preocupações dos outros.

4. Preencha as lacunas

Quando você aprende a ouvir e a se conectar com outras pessoas, naturalmente, começa a perceber as lacunas e interseções que existem dentro da organização. Ambas oferecem oportunidades para que você se destaque e vá além.

Quando preenchidas as lacunas, uma equipe passa a ter mais sucesso e produtividade em suas ações.

Para isso, você precisa se apresentar como uma pessoa disposta a ajudar outros setores e pensar em soluções múltiplas para áreas deficientes.

5. Busque as partes interessadas

Independentemente se estiver trabalhando em um projeto desafiador ou buscando preencher lacunas, a verdade é que você precisa ter pessoas ao seu lado. Especificamente, as partes interessadas envolvem profissionais que se interessam pelas atividades que você desempenha e, não só enxergam valor nelas, como também estão dispostas a te ajudar a alcançar a linha de chegada.

É possível ir além sozinho, mas com companheiros, essa trajetória se torna muito mais fácil, Você não precisa exercer toda a influência sem ajuda. Construa o seu próprio círculo de e conquiste o apoio necessário para fortalecer suas ideias.

6. Seja coerente

Já dizia Gordon Tredgold “A inconsistência é um assassino de confiança.”

Não basta falar, é preciso agir em total coerência com aquilo que você diz, isso é o básico. Se marcar uma reunião, compareça. Evite atrasos e cancelamentos. Cumpra com os prazos estipulados e mantenha a consistência da sua comunicação.

Se você está liderando um projeto, precisa manter as pessoas cientes do andamento. Caso contrário, ele pode se tornar uma bagunça e, simplesmente, desandar.

Gerenciar uma atividade não é apenas dizer aos outros o que eles precisam fazer. Claro que delegar tarefas faz parte disso, mas também é importante se manter presente, fazer perguntas à sua equipe, pedir orientações e levar a sério as contribuições oferecidas.

7. Seja positivo

De nada adianta seguir todos os passos anteriores se você for uma pessoa rabugenta. Ninguém quer estar perto de profissionais negativos, muito menos se deixar influenciar por eles.

Portanto, em conjunto com todas as dicas listadas anteriormente, aproveite para buscar a positividade para não deixar se abater pelos conflitos.

Quando você identificar um problema, tente se concentrar no lado bom ou trazer uma solução construtiva.

Seja uma boa companhia, alguém com quem as pessoas gostam de estar — ou pelo menos não as afaste —e seja a pessoa que ajuda colegas a terem positividade, não aquela que arrasta as pessoas ainda mais para baixo.

Enfim, gostou de acompanhar as 7 dicas para ser influente no trabalho? Se este artigo foi interessante para você, deixe o seu feedback nos comentários.

No mais, continue de olho no blog da Hman, em breve, teremos novidades por aqui.

Um grande abraço e até o próximo post!

Voltar para o blog

Deixe um comentário

Veja mais

1 de 7